Uma mistura de ensinamentos espirituais e de memórias, Navegando o Rio do Tempo (2016) partilha eventos da vida de um jovem talentoso, mas confuso em uma viagem por meio mundo até o retorno à cidade natal, onde encontra seu mestre espiritual. O livro é uma tapeçaria que entrelaça anos de prática de meditação com a vida prática do cotidiano.

Quando jovem, o autor encontrou muitos professores espirituais que lhe falaram de amor, paz e caminhos para a iluminação. Disseram que ele deveria cantar, estudar a Bíblia, o Bhagavad Gita ou outros textos sagrados, ingerir dietas esotéricas, acender incensos e orar, mas não souberam lhe responder, quando perguntados: “Como aquietar a mente? Como superar a ansiedade, a depressão, o atoleiro emocional e o caos interno que nos impedem de sermos felizes? Como morar em um lugar como Nova Iorque e ter uma vida espiritual?” Era preciso haver uma maneira prática de integrar a sabedoria à vida cotidiana, e o autor descreve como a procurou e a encontrou.

O autor de Navegando o Rio do Tempo partilha momentos pessoais de sua vida e os integra a métodos concretos de desenvolvimento espiritual. Ele mostra ao leitor que o caminho para a iluminação pode começar nos cortiços do South Bronx.

O autor está inteiramente convencido de que, se ele conseguiu, qualquer pessoa na terra também consegue. Todos nós nascemos com as ferramentas para isso: a mente, a respiração, os chakras, a necessidade, a vontade e a gratidão. Precisamos somente aprender como utilizá-las. As necessidades esotéricas precisam se transformar em uma prática, e esta tradução inédita para o português de Navegando o Rio do Tempo é um guia capaz de abrir as portas para a paz interior e a felicidade.

Livro Impresso – Disal